Associados em destaque:
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   
  União de Artes e Ofícios e Recreações Históricas
  apresentação  
     
  calendário de eventos  
     
  ceias medievais  
     
  carta da associação  
     
  lista de sócios  
     
  galerias de fotos  
     
  galerias de videos  
     
  contactos gerais  
     
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
  carta da associação  
     
 

Fazer download da carta em formato PDF - Clique aqui

 
 


Exmos. Srs. ,
Serve a presente para dar conhecimento de uma nova associação, denominada Velha Lamparina - União de Artes e Ofícios e Recriações Históricas, com sede em Guilhabreu, Vila do Conde. Contamos neste momento com um grande número sócios nacionais e alguns estrangeiros.

O nosso objectivo é divulgar, promover e defender o artesanato. O artesão tem vindo a sentir sérias dificuldades em rentabilizar o seu ofício, por variadíssimos motivos, entre eles, o elevado custo a pagar pelos espaços. Grandes artistas vêm-se obrigados a desistir da sua actividade. Preocupamo-nos em saber quais as dificuldades sentidas pelos colegas e tentamos criar novos mercados, bem como concorrer pela organização de alguns eventos já existentes.

Seguindo essa premissa, pretendemos dar a conhecer produtos tradicionais, usos e costumes, através da demonstração de vários extractos do quotidiano no passado. Será o reencontro com as nossas raízes culturais e a herança de gerações passadas que importa preservar e divulgar, tentando dessa forma agradar ao público em geral que nos visita; a importância do turista não pode, no entanto, ser esquecida. Uma das motivações mais básicas do mesmo é o desejo de conhecer novas terras, outras gentes e experienciar os seus usos e costumes. Na génese desta motivação está a imagem que o turista concebe sobre as características diferenciadoras dos destinos.

É com este intuito que pretendemos fazer chegar a nossa proposta de realização de mercados temáticos às entidades responsáveis, recriando os usos e costumes de várias épocas ao gosto de quem nos apoia nestas iniciativas. A Velha Lamparina dispõe de conhecimentos a nível de animações, proporcionados pela grande experiência dos nossos sócios nesta área. Recriamos diferentes épocas, tais como, Romana, Medieval ou finais de séc. XIX. Além dos mercados podemos proporcionar ceias medievais ou romanas a particulares ou entidades, com ementa, animação e valor a combinar.

Os sócios da Velha Lamparina dispõem de estruturas próprias, assim como trajes adequados a cada época. Entre oficinas, bancas e iguarias gastronómicas podemos oferecer os seguintes produtos:

Peles e afins
Restauro de móveis antigos
Navalhas artesanais
Talha em madeira
Olaria
Ginjinha
Frutos secos caramelizados
Flautas de bambu
Trabalhos em ardósia
Trabalhos em frutos secos
Curandeira
Pão caseiro em forno de lenha
Velas artesanais
Joalharia tradicional
Doçaria tradicional
Calçado artesanal
Socas
Tanoaria
Couros
Bijutaria
Fogaça de Sta. Mª Feira
Sabões artesanais
Brinquedos e alfaias agrícolas em madeira
Tecelagem em lã
Cerâmica
Chás de ervas
Licores
Arte decorativa
Estanhos
Marionetas
Chocolates artesanais
Crepes
Pão-de-ló de Ovar
Trabalhos em vidro
Tecelagem em trapos
Talha em lousa
Cartomante
Fumeiro Minhoto
Fumeiro Transmontano
Trabalhos em latão
Arte sacra

O contributo dos sócios vai ao encontro da entreajuda, através da colaboração voluntária nos trabalhos que envolvem a criação de eventos deste género, do bom entendimento, qualidade e apresentação dos artigos, para que o público se possa sentir envolvido e motivado a contribuir para a sobrevivência dos ofícios tradicionais.

A selecção de eventuais futuros sócios será avaliada em assembleia-geral, para evitar um problema que se tem vindo a sentir em outros mercados: a repetição indiscriminada de artigos semelhantes e mercadoria de concorrência desleal.
Com este projecto pretendemos dar uma lufada de ar fresco ao artesanato e mostrar de que com a redução de custos por parte dos artesãos, este ofício pode ainda ser viável.

Sem outro assunto de momento, subscrevemo-nos atenciosamente

Pela Velha Lamparina, Manuel Oliveira Santos e Anja Haas Oliveira Santos